FUNCIONÁRIOS DE DEUS

Quando vamos perceber que não adianta chegarmos a ser donos de escritórios, se formos péssimas pessoas? Que não adianta chegarmos a presidentes de empresas, se não aprendermos a falar com as pessoas, dando carinho e compreensão a elas?

Por que reduzimos a vida a um processo de juntar coisas, quando viver é ajudar a Deus a melhorar a “empresa” Dele? Que insanidade a nossa, que não percebemos que somos funcionários de Deus, todos os dias, para a implantação da Boa Nova, que é a bondade na convivência.

Como somos pobres no entendimento do que estamos fazendo aqui, e que vergonha nos dá, sendo como nós somos, ler a última mensagem do capítulo vigésimo do Evangelho, que é de Jesus – o Espírito de Verdade -, dizendo para nós…

952Obreiros do Senhor, vocês atingiram o tempo do cumprimento das coisas anunciado para a transformação da Humanidade; felizes serão aqueles que tiverem trabalhado na empresa de Deus com desinteresse e sem outro motivo senão a caridade, que é o bem na direção das pessoas! Seus dias de esforços serão pagos cem vezes mais do que possam estar esperando. Felizes serão aqueles que terão dito a seus semelhantes: “Irmãos, vamos trabalhar juntos, vamos unir nossos esforços, a fim de que o Senhor encontre a obra pronta quando ele chegar” – a obra é a bondade nas ruas, é a tolerância, a compaixão, o perdão e o amor -, porque o Senhor lhes dirá: “Vinde a mim, vós que sois bons servidores, que calaram os vossos ciúmes e as vossas discórdias para não deixar a obra prejudicada, vinde a mim!”.

Mas ai daqueles que, por suas discórdias, terão retardado a hora da colheita, porque a tempestade virá e serão carregados no turbilhão! Chegará a hora de cortar as vagas da “empresa” de Deus, e eles gritarão: “Graça! graça!” Mas o Senhor lhes dirá: Por que pedem graça, vocês que não tiveram piedade de seus semelhantes, que recusaram lhes estender a mão, que esmagaram o mais fraco em lugar de ajudá-lo? Por que pedem graça, vocês que procuraram as recompensas nas alegrias da Terra e na satisfação do orgulho? Já receberam a sua recompensa, do jeito que quiseram; não peçam mais: as recompensas do céu são para aqueles que não tiveram pedido as recompensas da Terra.”

Deus faz neste momento a contagem dos seus servidores fiéis, e marcou aqueles que não têm senão a aparência do devotamento, que fingem ser bons trabalhadores, mas que na verdade são preguiçosos, invejosos, maledicentes e mentirosos; estes, Deus marcou a fim de que não usurpem mais o salário dos servidores corajosos, porque é àqueles que não recuarem diante de suas tarefas que Deus vai confiar os postos mais difíceis na grande obra de regeneração, e estas palavras se cumprirão: “Os primeiros serão os últimos, e os últimos serão os primeiros no reino dos céus!” (O ESPÍRITO DE VERDADE, Paris, 1862).

Pensemos nisso… muita paz.

Trechos extraídos da Palestra 992, da TV Alvorada Espírita, por André Luiz Ruiz. Acesso à mesma, em vídeo e áudio, abaixo:

http://www.mensajefraternal.org.br/videos_palsbbm/sbbm_250615.wmv
http://www.mensajefraternal.org.br/audios_palsbbm/sbbm_250615.mp3

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s