FELICIDADE NOS MUNDOS DE EXPIAÇÃO

Exceto para o tolo, que não reflete a vida, a felicidade não pode ser meta, porquanto ela não é um fim em si mesma. Felicidade é consequência, é “efeito colateral” da busca pela meta; a meta é o aperfeiçoamento moral, engendrando virtudes através dos desafios da convivência.

Ela não está nas ilusões do conforto, da vaidade, do prazer efêmero, mas encontramo-la no aprendizado interior que abastece a alma, e que é realizado pelo esforço pessoal de entregar o bem, independentemente do que se receba das outras pessoas.

933A felicidade possível não reside nos picos de agitação e euforia que, inicialmente embriagam, para depois cobrarem alto preço de rebote emocional em sentido inverso. Obtém-se felicidade pelo trabalho – independentemente de remuneração – , pelo sentimento de utilidade, no empenho em tolerar, em suportar as diferenças, em compreender que tudo o que se possui de razão, por mais certo que o orgulho faça crer, configura apenas ponto de vista, resultante de conhecimentos incompletos, de educação, crenças, estudos e experiências limitadas de cada Ser, dada às restrições biofísicas, sensoriais, e intelectivas que a existência humanal comporta neste orbe planetário.

Felicidade verdadeira é laboriosa luta para desvencilhar-se do “eu-personalidade” na via do amor, amor este que supera o individualismo de cada um pela fusão dos seres. Ela inicia sua caminhada, às vezes, pela rota da tolerância, da paciência, do perdão, e percorre caminhos mais velozes pela indulgência, pela humildade, pela compaixão, alçando voo, enfim, pela via da caridade, em renúncia e abnegação.

Estejais certos de que aí encontrareis Felicidade perene e sublime, tão intensa que os gozos do prazer sensorial não mais terão espaço no âmbito raso de interesses do “eu”. Então, não mais serão necessárias as grosseiras vestes de carne que mantém o homem preso aos palcos da expiação terrestre.

Pensemos nisso.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s