O DIVÓRCIO NÃO LIBERTA, APENAS POSTERGA

Afirma Jesus que o divórcio na Terra é permitido pela dureza dos nossos corações. Nos problemas matrimoniais, agravados pela defecção de um dos cônjuges ou mesmo pela deserção de ambos do dever a cumprir, o divórcio é compreensível como providência contra o crime, seja ele o assassínio ou o suicídio.

divorcioMas o divórcio não soluciona o problema da redenção, porque ninguém se reúne no casamento humano ou nos empreendimentos de elevação espiritual sem o vínculo do passado, e esse vínculo, quase sempre, significa débito do Espírito em compromisso vivo delongado no tempo.

O homem ou a mulher, desse modo, podem provocar o divórcio e obtê-lo, como sendo o menor dos piores males que lhes possam acontecer… Ainda assim, não se liberam da dívida em que se acham incursos, cabendo-lhes voltar ao pagamento respectivo, tão logo uma próxima encarnação lhes possibilite retomar os compromissos interrompidos.

Extraído do livro “Ação e Reação”, de Francisco Cândido Xavier – pelo Espírito André Luiz)

Palestra brilhante, de André Luiz Ruiz, sobre o assunto:

“49 – União Sacrificial…Será esse o seu tipo de união?”
Versão em vídeo: http://www.mensajefraternal.org.br/videos_palsbbm/sbbm_271108.wmv

Versão em áudio: http://www.mensajefraternal.org.br/audios_palsbbm/sbbm_041208.mp3

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s